"Há quem diga que todas as noites são de sonhos...O que importa mesmo não são as noites em si, são os sonhos. Sonhos que sonhamos sempre...em todos os lugares, em todas as épocas do ano, em todas as cidades, dormindo ou acordado." (Shakespeare)

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Banquinho de madeira renovado com guardanapo e stêncil.

    Boa tarde, amigas/os do blog. Mostrando um pouco mais dos trabalhos que fiz para o apê novo, tive a ideia de postar o PAP desse banquinho. Na verdade, fazia tempo que queria um banquinho desses bem baixinhos, verdadeiro curinga em muitos casos. Mas gosto muito de banquinhos e em volta da minha mesa tenho um de cada cor, numa composição bem diferente.
    Quando ainda estava em preparativos para a mudança, passando por um terreno baldio, como sempre olhando com olhos de curiosa e buscadora de tesouros. Encontrei um banquinho jogado, ensopado porque havia chovido muito durante a noite. Muito pesado, por toda a água que absorveu. Olhadinha básica para os lados, "alguém me observa?". E daí? Peguei. E saí andando sem olhar para atrás.
    Chegando em casa deixei em um canto, para que secasse e escorresse um pouco toda aquela água. Confesso que sempre que junto algum objeto do lixo, caçamba, etc., fico com o coração acelerado, com a cabeça a mil.
    Encurtando a história, o banquinho secou e só então comecei a perceber que estava todo comido por cupins. Mas não era comidinho, não. Os cupins fizeram um verdadeiro trabalho de galerias e túneis. E instalaram aí seu refeitório. Até fiz a tentativa de injetar jimo para ver se acabava com a refeição dos pequenos intrusos. Mas não deu certo. Tive que abandonar a ideia de adotar esse banquinho para mim, porque ele já havia sido adotado por aqueles pequenos mastigadores de madeira.
    Me deu pena. Resolvi comprar um banquinho parecido, prá chamar de meu. E aí está o trabalho de decoupage e stencil que fiz com ele.
Banquinho já lixado.




Já pintado com base acrílica bem diluída, para que parecesse uma pátina. E depois lixado, até aparecerem os veios da madeira.



Decoupage feita com guardanapo.

Aplicação de stêncil com motivos de gaiolas.

E passarinhos voando livres.


Esse é o banquinho terminado. Protegi com verniz acrílico fosco.

Eu gostei do resultado. Esqueci de postar a foto do banquinho encontrado no baldio e abandonado por motivos de caridade( achei melhor deixar que os cupins se alimentassem à vontade).

Um comentário:

Gerliane Cabral Moreira disse...

Amo este estilo, ficou lindo o banquinho.
Tô seguindo vc!
beijocas
www.gerlianemoreira.com