"Há quem diga que todas as noites são de sonhos...O que importa mesmo não são as noites em si, são os sonhos. Sonhos que sonhamos sempre...em todos os lugares, em todas as épocas do ano, em todas as cidades, dormindo ou acordado." (Shakespeare)

terça-feira, 29 de maio de 2012

E então nasceu uma estante de poás...

A tal peça. Não se parece a nada.

Primeira etapa, com uma faca raspar as beiradas.

Depois, muita lixa nela. É feita de um material plástico, muito duro.




Até minha pequena princesa ajudou com a lixa.

Depois de limpa, pintei com Primer da Gato Preto (para que a tinta tivesse maior aderência)

Resolvi pintar em várias cores, como se fosse um patchwork.

Cores pastel.

Sobre a tinta apliquei relevo branco, para que parecesse um patchwork com tecidinhos de poás.



Sombreado nas junções, como se fossem costurinhas. Uma mão de verniz acrílico fosco.

Sobre o móvel da minha cozinha, com a coleção de chás.

Ficou charmosa, verdade?

Sabem aquele dia em que andam pela rua (não digo distraída porque já me acostumei a olhar bem em busca de "tesouros" nas calçadas e caçambas) e se encontram com uma peça que não sabem o que é, que função tinha, para que poderia servir? Mas na mesma hora bate aquela inquietação, aquela vontade de levar, carregar...e deixar para pensar depois em que arte poderia se transformar.  Dá aquela coceirinha, aquele momento mágico quando mil ideias aparecem. E levamos a peça (às vezes pesa, ou é meio incômoda de carregar, mas...que importa?). Esse foi o caso dessa peça (chamarei assim porque não sei bem o que era). Feia, suja, jogada na calçada, toda preta. 
Mas me digam uma coisa: não é gostoso inventar novas funções e dar nova cara aos objetos? A vida fica mais divertida e as cores dão vida a velhos ambientes. 

8 comentários:

vida disse...

LINDA,LINDA,LINDA TD DA PARA APROVEITAR NÉ AMIGA ESTE É MEU LEMA ME VISITE ADORARIA TE RECEBER,BJS

Veronica Kraemer disse...

Syl querida, ficou lindooooooooo demais o movelzinho!
Menina, não se diz que é o mesmo!
Amei as cores, os poás, achei de uma delicadeza sem fim!
Parabéns, Syl!!!
Beijossssssssssssssss
Vero

Patrícia disse...

Puxa, que delicadeza, amei os poás e com estes tons. Ficou lindo!
Parabéns
Paty

Patrícia disse...

Puxa, que delicadeza, amei os poás e com estes tons. Ficou lindo!
Parabéns
Paty

Marilza Gusmão disse...

Ficou demais de lindo! E o melhor? Você que fez! Essa é a melhor parte! =)
Beijo.

Ana Carolina disse...

Sylvia,
Esse achado ficou incrivél,vc o tranformou numa estante encanto, adorei as cores, lindo trabalho.
Sabe tenho uma cunhada que tem sorte de encontrar cada preciosidade na rua, só vendo.
bjs e tudo de bom

Ana Carolina disse...

Sylvia,
Esse achado ficou incrivél,vc o tranformou numa estante encanto, adorei as cores, lindo trabalho.
Sabe tenho uma cunhada que tem sorte de encontrar cada preciosidade na rua, só vendo.
bjs e tudo de bom

Sandra Guadagnin disse...

Sylvia, que bacana ficou seu trabalho. Ficou um charme essa "coisa". Tem de ter olhos biônicos para conseguir ver lá na frente como ficará o tal achado, né?! Algumas pessoas até vêem, mas aquelas que fazem a diferença são as que carregam para casa, envolvem toda a família no caso e produzem um mundo melhor, com mais atitude do que discurso, como você.
(Aff, quem discursou fui eu. rsrss...)
Abraço